Sobre o Tempo e o Conhecimento

É incrível como o tempo faz a gente crescer e amadurecer. Logo quando comecei a fotografar, fiz um ensaio com um amigo querido, o Julio Maxwell (que já apareceu aqui umas boas vezes!), como ele é modelo ele precisava das fotos, e eu precisava treinar e precisava de portfólio também. Então fizemos. No final, o resultado foi satisfatório, mas ficou aquela pontadinha de “poderia ter sido muito melhor” , e passou, e o tempo também foi passando e eu fui estudando e observando mais, e me observando, observando meu estilo, fui aprendendo … (continuo aprendendo sempre! Acredite, nunca acaba! :P).

Chegou um período que eu desanimei, acredito que todo profissional, especialmente TODOS os que trabalham com artes já passaram por isso, ou passam constantemente, porque a busca é incessante e árdua, e a gente precisa tá o tempo inteiro dando 200% de nós pra ir em busca das nossas metas, dos nossos sonhos, enquanto isso tudo acontece, ainda precisamos manter um equilíbrio mental absoluto, pra não desmoronar – ou pelo menos não desmoronar todo santo dia! hehe

Eis que de uns tempos pra cá, tenho priorizado meus estudos na fotografia, tenho pensado e analisado mais, aquela afobação pelo clique… hmmm, chega um momento que a gente PRECISA parar com isso, porque realmente não adianta. Precisamos ser muito mas muito mais seletivos, precisamos estar afinal, conectados. Acho que na verdade, a palavra do momento é essa : conexão. Perceber. Sentir. Ver. Ser fotógrafo, ser artista é isso daí. Nesse clima de percepção e conexão, voltei a minhas primeiras fotos, ainda com a minha antiga e querida Nikon D7100, e encontrei o ensaio que eu falei aí acima, com o Ju.

A fotografia de fato é muito simples, mas o processo de finalização que eu dei, o – vamos chamar de mood – , a interpretação, à época, foi muito ingênua, muito simples e direta. Era uma fotografia crua. Assim como eu. =)

A reinterpretação dessa mesma imagem antiga, com uma ” eu” atual, e com uma percepção muito mais acertada do Ju, modificou completamente o sentido da imagem.

Confesso que bateu aquela pontinha de orgulho, e não é bom??

juliowater01-menor

Anúncios

One Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s